Curso de Noivos

E-mail Imprimir PDF
Índice do Artigo
Curso de Noivos
Página 2
Página 3
Página 4
Página 5
Todas as Páginas

 

5. O SEXO NA INTIMIDADE - Pv. 5:15 - 19.

 

Nosso primeiro pensamento quando falamos sobre intimidade, é que ela termina em sexo, só que  sexo não é um fim na intimidade, más um meio de nos tornarmos mais íntimos da pessoa Amada.

 

Aliás a mais íntima comunicação entre um homem e uma mulher se dá por meio do sexo.

 

O Antigo Testamento usa o termo "conhecer" quando se refere ao ato sexual, demonstrando que "o ato em si envolve a pessoa toda, o ego completo, a personalidade inteira", e que este é "o meio pelo qual o ser humano se revela mais completamente do que é possível em qualquer outra relação entre duas pessoas".

 

E isso foi instituído por Deus na criação!

 

O contexto de Provérbios não fala somente de adultério, mas de uma lição importante a respeito do sexo na vida conjugal, exemplo:

  • Ø As palavras "alegra-te", "saciem-te" e "embriaga-te", no texto de Provérbios, são expressões positivas, quer dizer, "prazer e divertimento" e estes ingredientes fazem parte do ato de amor.

 

É importante que os cônjuges sintam prazer em estar juntos, e com criatividade, imaginação e amor sempre haverá atração sexual pelo(a) companheiro(a) da juventude será capaz de "saciar-se" e de "embriagar-se" pelo resto da vida.

 

"Sexo é celebrar o Amor no casamento"

 

Deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Gênesis 2.24). A ordem dada na criação é muito clara: "Deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher", isto é, case-se, e só depois tornem-se os dois uma só carne. O Dr. Carlos "Catito" Grzybowski, em seu livro Macho e Fêmea os Criou, mostra que, na Bíblia, "o sexo está restrito ao casamento". E afirma: "O sexo precisa de uma relação duradoura e permanente para desenvolver-se na sua plenitude.

  • Ø Quanto mais você pratica, melhor ele fica!

Isso acontece porque estamos envolvidos com a pessoa amada e temos o outro "em mais estima do que a nós mesmos", quer dizer que a preferência é sempre do outro.

Gary Chapman em seu livro As cinco linguagens do Amor diz o seguinte:

        

"Você deve tocar seu cônjuge do jeito dele e não do seu..."

 

Ou seja, colocar os desejos do outro acima dos nossos!

 

O sexo é um presente de Deus para o marido e sua esposa, de fato uma forma de celebrar o amor no casamento, então, desfrutem desta grande benção!

 

 

Conclusão:

Que Deus os abençoe nesta jornada que vão iniciar e juntos possam aprender a amar e respeitar um ao outro cada dia mais!

 

Pb. Hevelton

Comunhão - PIEM



[1] WRIGHT, Norman. Começando Juntos, Devocional para casais recém-casados e namorados. 2ª ed. Trad. Rubens Castilho. - Campinas, SP: Editora Hagnos, 2005. 222p

Joomla Templates and Joomla Extensions by ZooTemplate.Com


Última atualização ( Seg, 21 de Dezembro de 2009 21:24 )  
You are here: Início Comunhão Curso de Noivos